Fórum 4/7 (Aos alunos do 2º e 3º EM)

PRAZO PARA PARTICIPAÇÃO DO FÓRUM 2/7: 28/05/2017 (próximo domingo)

ASSUNTO: Sistema de Cotas em vestibulares e concursos públicos

A seguir, alguns textos que  que podem ajudá-lo a refletir/opinar sobre o tema:

Ministério Público de SP aprova cotas raciais em concurso para promotores

STF inicia julgamento de lei sobre vagas para negros em concursos

COTAS RACIAIS: A SEGREGAÇÃO DO PAÍS COMO LEGADO DO PT

Decreto inclui pessoa com deficiência em cotas de federais

Unicamp atinge 50% de alunos oriundos de escola pública

‘O que as cotas mascaram’, editorial do Estadão

fórum - regras

68 comentários

  1. O sistema de cotas é um assunto bem polemico e dificilmente vai deixar de ser, mas é necessário, pois, de certa forma ajuda amenizar a desigualdade social, econômica e educacional entre raças.O sistema de cotas raciais no Brasil não beneficia apenas os negros. Nas instituições públicas da Região Norte, por exemplo, é comum a reserva de vagas ou empregos para indígenas e seus descendentes. Com isso ao meu ver acho uma boa pois ajuda o povo a pensar de uma forma diferente e ver que nao existe negros e brancos, e sim seres humanos que buscam uma boa qualidade de vida. http://brasilescola.uol.com.br/educacao/sistema-cotas-racial.htm

    Curtir

    1. O texto do sociólogo Bernardo Lewgoy apresenta um contraponto a sua visão. Ele afirma, em seu escrito, que as cotas baseadas em premissas raciais ajudam a perpetuar o ódio racial, pois geram ressentimento nas pessoas que alcançaram nota e não puderam chegar na Universidade e,consequentemente, divisões na sociedade. Além disso, esse sistema de admissão na universidade contribui para a recuperação da ideia racista de que a humanidade se divide em “raças, credos, generos” e que não somos todos iguais. O link abaixo enumera esses e mais alguns para ser contra as cotas: http://exame.abril.com.br/blog/instituto-millenium/dez-motivos-para-ser-contra-as-cotas-raciais/

      Curtido por 1 pessoa

    2. Concordo com vocês Ana Gabriela, pois sim, as cotas raciais ajudam totalmente aqueles que não são racistas a se colocar no lugar de uma minoria, pois no Brasil desde tempos passados eles são desfavorecidos, um exemplo disso são os negros, que ja vieram para nossas terras de modo injusto e para serem explorados.

      Curtir

    1. Concordo com você Otavio, pois muitas vezes algumas pessoas abusam dessas cotas, pois sabem que podem usar delas ao seu favor e acabam até tirando aqueles que se prepararam muito mais que esse que se diz “digno” de uma cota racial por aquilo que seus antepassados sofreram.

      Curtir

    2. Concordo com você Otávio, muitas pessoas usam a cota ao seu favor ,muitas vezes nem se preparam para o vestibular e passam não por notas mas sim por cota e isso tira direitos de muitas pessoas que estudam e não passam por causa da cota e as vezes as notas são maiores do que daquelas pessoas cotista.

      Curtir

  2. As cotas são apenas “remendos” para as desigualdades existentes no Brasil, principalmente as raciais. O problema das diferenças sociais se encontra enraizado no sistema de educação básica, em que há uma distinção muito grande de conhecimento entre aqueles que estudam em colégios estaduais e os alunos de instituições federais ou particulares. Ex-secretária de política educacional do Ministério da Educação, membro do Núcleo de Pesquisa de Políticas Públicas da USP e estudiosa do ensino superior, Eunice Durham afirma que as cotas são ilusão, demagogia, pois mesmo com elas, 95% dos jovens continuarão fora das instituições de Ensino Superior. Ela ainda levanta a possibilidade de mudança no pensamento de que ensino Superior é sinônimo de Universidade; para ela, os cursos técnicos, por serem mais baratos e rápidos, devem ser mais considerados no meio acadêmico. A melhor solução estaria, segundo a ex-secretária, no investimento em cursos pré-vestibulares nos colégios públicos.
    O link abaixo é uma entrevista com Eunice Durham: http://veja.abril.com.br/educacao/cota-nao-resolve-problema-da-educacao-ela-cria-ilusao/

    Curtido por 1 pessoa

    1. O artigo presente no site jusbrasil.com.br detalha exatamente o ponto que você citou: as cotas, elementarmente, as raciais, não trazem efeitos antidiscriminatórios na sociedade; muito pelo contrário, beneficiam apenas alguns indivíduos que, podem, até mesmo, sofrer mais racismo por ingressarem na universidade como cotistas.
      Link: https://por-leitores.jusbrasil.com.br/noticias/100040832/o-racismo-das-cotas-raciais

      Curtir

      1. Segundo o artigo da Carta Capital, “Entenda como funcionam as cotas raciais”, a presença de negros nas universidades subiu de 5,5% para 12,8% no período de 2005 a 2015. Dessa forma, as cotas raciais se mostraram como medidas efetivas em seus objetivos, isto é, em diminuir as desigualdades e transformar a vida das minorias e dos setores oprimidos da sociedade de maneira efetiva.
        LINK: http://www.cartaeducacao.com.br/new-rss/entenda-como-funcionam-as-cotas-raciais/

        Curtir

  3. As cotas, de forma geral, buscam solucionar desigualdades existentes no processo de formação dos cidadãos ou no meio social. Porém, o que não se percebe, principalmente no relativo as questões raciais, é que o sistema de cotas é uma institucionalização dos preconceitos e uma forma de inferiorizar determinadas camadas da população. Também se mostra como uma tentativa falha de combater o racismo e outras formas de preconceito, pois não resolve os verdadeiros problemas que se baseiam na falta de vagas nas universidades públicas e na péssima qualidade do ensino público (geralmente o tipo de instituição educacional que negros e outras minorias sociais estudam).
    Link: http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/roberta-kaufmann-cotas-estimulam-discriminacao-reversa/

    Curtir

  4. As cotas, é um modo de diminuir as desigualdades sociais como as disparidades econômicas, sociais e educacionais entre pessoas de diferentes etnias raciais. Aristóteles, o filósofo grego criou uma teoria que dizia: tratar desigualmente os desiguais para se promover a efetiva igualdade. Então, se duas pessoas vivem em situações desiguais e forem concorrer nas mesmas condições, concretamente a desigualdade será perpetuada, como diz o site Politize. Eu concordo com a existência das cotas, e para mim isso pode diminuir as desigualdades.
    http://www.politize.com.br/cotas-raciais-no-brasil-o-que-sao/

    Curtir

  5. Perante ao meu ponto de vista as cotas raciais é algo que indiretamente diz a um negro dessa maneira: “você precisa disso pois seus antepassados foram machucados, abusados, constrangidos e também vistos como nada na mão dos europeus”. Mas não, nada disso deveria acontecer, se um dia os negros conseguiram serem libertos da escravidão e viver no meio de uma sociedade como pessoas normais, e sendo pessoas normais assim como todos são, indiferente de cor, raça ou religião, eles e nem ninguém precisa de tais cotas. Eu que não sou negro, mas sim tenho uma pela mais escuro sou totalmente contra essas cotas, que na verdade rebaixam a capacidade que temos, e também rebaixam quem somos, e tudo isso por um contexto histórico, mas um contexto onde conseguimos vencer.

    Curtir

    1. Exato Walace, o sistema de cotas presentes em muitos exames como o Enem e os vestibulares da Uem por exemplo, podem ser uma desculpa para os envolvidos não se esforçarem e/ou se dedicarem como os outros estudantes que não aderem a esse sistema.Imaginemos um concurso público por exemplo, e um estudante passa de um mes a um ano se preparando para esse momento e um outro estudante passa um tempo relugar de estudos para o mesmo concurso,ou seja ,mesma vaga,mesmo cargo e ainda adere ao sistema de cotas.Devido a este acontecimento, caso seja um concurso de juiz federal (de 1 a 3 vagas mais ou menos), você acaba ficando de fora.Não deveria haver a distinção entre nenhum estudante.A cor da pele justifica tal discriminação? Ou tal ato não se encaixa em um ato de preconceito? Em um país onde há tanto a luta pela igualdade social, também há certas falhas em tal princípio.
      http://www.ebc.com.br/cidadania/2015/08/o-sistema-de-cotas-em-concursos-publicos-prejudica-os-demais-concorrentes

      Curtir

  6. As cotas são, invariavelmente, sanadoras das desigualdades sociais existentes. Segundo o Portal Brasil, elas agem com o fim de reparar a divida histórica existente nos mais diversos âmbitos da sociedade brasileira: o principal grupo, claramente, refere-se as pessoas de raça negra.
    Ao contrário do que muitos afirmam, as cotas são totalmente constitucionais, pois obedecem ao artigo que garante igualdade, educação e trabalho a todos os cidadãos brasileiros. Portanto, as medidas afirmativas para acesso a universidades e empregos públicos não são promotores de desigualdades, mas sim controladoras das desigualdades. O Supremo Tribunal Federal. a mais alta instancia do judiciário brasileiro, atestou essa opinião em 2012, reconhecendo a constitucionalidade das cotas raciais.
    LINK: http://www.brasil.gov.br/educacao/2015/11/conheca-7-mitos-sobre-as-cotas-raciais

    Curtir

      1. Baseadas no argumento da meritocracia, algumas pessoas creem que as políticas afirmativas para negros são uma maneira de facilitar e privilegiar os negros em suas carreiras acadêmicas ou profissionais. Entretanto, não leva em conta a existência de realidades heterogêneas e o acesso também desequilibrado na participação política popular e institucional. Outro argumento usado é a possibilidade de fraude, isto é, de pessoas poderem se autodeclararem negras. Outra crítica se embasa na ideia de que as cotas pioraria a qualidade do ensino superior ao nivelá-lo para baixo. No entanto, diversos estudos mostram que o desempenho dos cotistas é muito parecido com o de não cotistas e, em alguns casos, até superior. http://www.cartaeducacao.com.br/new-rss/entenda-como-funcionam-as-cotas-raciais/

        Curtir

  7. O sistema de cotas do brasil é um assunto muito comentado pelas pessoas, pois ele parece ser injusto, pois pessoas que estudam a vida toda para passar em um vestibular para uma faculdade publica, acabam não conseguindo ingressar devido as cotas, pessoas com deficiências ou com raças diferentes são colocadas a frente, o que seria injusto, pois muitos estudam a vida toda para conseguir ingressar nessas faculdades

    Curtir

    1. O sistema de cotas raciais e de deficiências consideram os estudos dessa população também, não é pelo fato dela entrar com o sistema de cotas que isso seria um “roubo” de vaga de outro concorrente, então seria meio errado julgar como injusto nessa aplicação. Obviamente você pode falar sobre eles ganharem um certo privilégio porem a equidade aristotélica diz que basicamente significa lidar desigualmente os desiguais para gerar a igualdade.
      http://www.ambito-juridico.com.br/site/?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=9628&revista_caderno=15

      Curtir

  8. Cotas Raciais nos Concursos Públicos

    Há medidas que reservam vagas para negros e índios nos concursos públicos, mas elas não são aceitas por todos que querem que as cotas sejam priorizadas pelas Universidades. As opiniões se divergem e apontam tais benefícios como uma nova forma de discriminação. Entre as pessoas que são favoráveis, um dos argumentos está no fato de que, se há esse procedimento para as Universidades, nada mais justo que ocorra também com o funcionalismo público. Os favoráveis também afirmam que as cotas nos concursos só seriam válidas se os beneficiados viessem de escola pública.

    Além da dívida histórica que o país tem com os afrodescendentes por anos de exploração, a lei veio para minimizar as diferenças raciais e socioeconômicas que sempre existiram no Brasil. Aqui, somente 47,73% dos brasileiros se declaram brancos, segundo o Censo de 2010, tornando se assim um dos países mais miscigenados do mundo. Mesmo com toda essa mistura ainda há diferenças que gritam aos nossos olhos.
    As cotas sociais representam os motivos de sua própria existência. O abismo existente entre escolas públicas e particulares fornecem, claramente, oportunidades distintas a estudantes de classes sociais diferentes. Sem as cotas para os estudantes de classes sociais menos favorecidas, as cadeiras nas melhores universidades continuarão sendo conquistadas por candidatos com melhor estabilidade financeira. O ideal seria qualificar o ensino público, mas isso levaria décadas.
    fonte:https://vestibular.uol.com.br/resumo-das-disciplinas/atualidades/educacao-a-polemica-do-sistema-de-cotas.htm

    Curtir

  9. Muitas pessoas criticam as cotas dentro de concursos públicos e vestibulares, principalmente as cotas raciais. Porem maioria dessa que são contra não conhecem como acontece o funcionamento dessa lei. Ela acontece pois depois de uma pesquisa feita pelo governo federal se teve um número de 22% dos funcionários públicos eram negros ou pardos, e queriam que esse número chegasse a beira dos 50%, pois o Brasil tem uma grande quantidade dessas raças.
    Então, ao meu ponto de vista as cotas, sendo raciais ou não, são um direito daqueles que precisam dele, pois não devemos ser cegos aos olhos daqueles que são opressores e querem julgar isso como errado, porque as pessoas negras e pardas sofrem muito com a discriminação desde o periodo colonial até nos dias contemporâneos.
    No link abaixo se tem uma notícia que explica como as cotas radiais funcionam e como são implantadas:
    https://www.google.com.br/amp/www.geledes.org.br/entenda-como-funciona-lei-que-reserva-cotas-para-negros-e-pardos-em-concursos-publicos/amp/

    Curtir

  10. Cotas é um remédio temporário para um tratamento maior. Como assim? Simples, a educação pública brasileira é ineficiente para a população. Essa situação permite a estagnação da população interferindo na ascensão do seu poder econômico. Naturalmente a população afetada é a classe baixa pois a média e alta buscam ao máximo aplicar seus filhos em colégio particulares com maior qualidade e infraestrutura. Porém o que isso tem haver com as cotas?
    Cotas é um sistema para tentar equiparar a população, deixando a comunidade de classe baixa com uma chance de sair de sua condição financeira estudando. Mas se for pensar assim e as cotas raciais? Seria o problema histórico, atualmente 53,6% dos brasileiros são negros e pardos (IBGE 2014) só que a maioria se encontra nas periferias e favelas, pois é provável que na sua arvore genealógica seus avós ou bisavós eram escravos. Lembrando um pouco de história ao haver a abolição da escravatura essa população não teve auxilio de ninguém. Sendo assim se encontraram em uma situação de miséria pelo fato de não terem emprego, dinheiro, estudo e estabilidade para viver. Isso obviamente gera uma interferência nas próximas gerações que provavelmente foram criadas sem muitas condições para se estruturar na sociedade de uma forma completa.
    Acredito que ainda não concordo completamente com cotas raciais porem ainda é uma iniciativa para mudar essa desigualdade entre brancos e afro-brasileiros que é estrutural. Sendo assim cotas raciais e sociais deveriam ser apenas um remédio temporário para uma estruturação maior da sociedade, tanto cultural quanto educacional.
    https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/12/04/negros-representam-54-da-populacao-do-pais-mas-sao-so-17-dos-mais-ricos.htm
    https://www.cartacapital.com.br/sociedade/ser-contra-cotas-raciais-e-concordar-com-a-perpetuacao-do-racismo-1359.html

    Curtir

    1. Concordo totalmente, o sistema de cotas veio para suprir uma educação ineficiente no Brasil. A educação brasileira é muito precária, por motivos históricos e pelo próprio desinteresse da maior parte da população em buscar o conhecimento. Portanto, o sistema de cotas veio como uma maneira de inserir as pessoas que não possuem uma educação completa em uma faculdade, assim o governo poderia dizer que sua parte estava feita e cabe o aluno aproveitar sua chance. Em vista disso, a população não poderia reclamar pela educação precária que existe nas escolas publica ao comparar ao ensino de um colégio particular pela existência do sistema de cotas que abrange os alunos de escolas publica. http://epoca.globo.com/ideias/noticia/2015/01/bo-ensino-publico-no-brasilb-ruim-desigual-e-estagnado.html

      Curtir

  11. O sistema de cotas foi uma ótima aquisição nas universidades brasileiras, porém assim como todas as leis e melhorias sociais suas teorias são perfeitas, todavia a pratica sempre possui muitos erros, e não é diferente com esse sistema que foi implantado em 2012 no governo da Dilma Rousseff. O sistema de cotas abrange etnias e condições econômicas, ocupando em 2016 mais de 50% das vagas nas universidades federais do Brasil. O sistema de cotas tem como objetivo ajudar e aumentar as chances de uma pessoa sem condição financeira de estudar adequadamente a entrar em uma boa faculdade publica. Contudo, esse sistema está abrindo vagas para TODOS que estudam em escolas publicas com etnias diferentes ou não, com renda baixa ou não, e até mesmo pessoas que optaram por estudar em um colégio publico acabam entrando no sistema de cotas possuindo chances a mais que uma pessoa que estuda em colégio particular. Muitos vão dizer que o ensino é completamente diferente, e eu concordo, porém isso é um erro do governo, a educação deveria ser gratuita e de qualidade para todos os adolescentes, desde o maternal até a conclusão do ensino médio assim não precisaria ter diferença entre particular e publica, mas isso não acontece no Brasil. Portanto, o sistema de cotas veio para melhorar isso, e acabou prejudicando os alunos de escola particular. O sistema de cotas realmente deveria existir, pois abre muitas possibilidades para quem realmente necessita, mas está sendo muito abrangente adicionando pessoas que possuiem condições de estudar que não necessitam desse sistema. http://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,vagas-para-alunos-cotistas-ja-sao-a-maioria-nas-63-universidades-federais,10000073954

    Curtir

    1. Concordo, o sistema de cotas tem que melhorar, porém seria pior caso ele não existisse (minha opinião), não para nós, mas para quem realmente precisa. Em verdade, o sistema atual é falho e permite fraudes, desfavorecendo uns e favorecendo outros. A forma como o Brasil sanciona e aplica suas leis, englobando o sistema político no geral, precisa mudar e a fiscalização precisa aumentar, ou a sociedade não irá ter um bom funcionamento.
      A favor e contra: http://www.politize.com.br/cotas-raciais-no-brasil-o-que-sao/

      Curtir

    1. Concordo com você, pois as diferenças raciais sempre interferiram na história do Brasil e, em conjunto, os investimentos em educação sempre foram precários, onde os menos favorecidos acabam por sofrer as consequências deste sistema. Com as cotas raciais, objetiva-se minimizar os efeitos das diferenças de poder aquisitivo dos alunos candidatos à vagas em universidades públicas.
      https://jurisrael.jusbrasil.com.br/artigos/243608268/entenda-como-funciona-a-cota-racial-para-concursos-publicos-no-brasil

      Curtir

    1. A Lei de cotas dá direito a percentual de vagas aos estudantes que cursaram todo o ensino médio em escolas públicas, para negros e indígenas. No meu ponto de vista as cotas são necessárias, pois oferecem a oportunidade de ingressar em uma faculdade estadual ou federal para aqueles que não tiveram condições de estudarem em colégio particular ou aos que sofrem discriminação racial.
      http://sistema-de-cotas.info/cotas-nas-universidades.html

      Curtir

  12. O sistema de cotas permitiu que muitos que nunca sonharam em cursar ensino superior conseguissem essa grande oportunidade, apesar de existir muitas críticas sobre o sistema de cotas, porque ele ainda é um sistema falho já que qualquer pessoa pode declar a etnia que quiser e assim entrar pro cota racial, mas mesmo tendo suas falhas permitiu um futuro para milhões de brasileiros. Além das cotas raciais, 50% das vagas das universidades são destinadas aos estudantes de escola pública isso permite uma concorrência mais justa, já que na sociedade alunos que possuem uma educação particular tem um melhor ensino, já que o governo é muito falho na educação, assim a concorrência será melhor para todos e mais justa, logo se não houvesse falhas seria totalmente a favor.
    link: https://www.google.com.br/amp/m.mundoeducacao.bol.uol.com.br/amp/educacao/sistema-cotas.htm

    Curtir

  13. As cotas raciais são uma medida de ação contra a desigualdade num sistema que privilegia um grupo racial em detrimento de outros,esses, oprimidos perante a sociedade. Ao contrário do que diz o senso comum, cotas raciais não se aplicam somente a pessoas negras. Em várias universidades, por exemplo, existem cotas para indígenas e seus descendentes, que visam abarcar as demandas educacionais dessas populações.

    Curtir

  14. O sistema de Cotas Sociais e Raciais, é um sistema abrangem pessoas de etnias e raças diferentes, e condições sociais especificas, para o auxilio de uma entrada federal ou estadual, por meio do SISU ou pela própria instituição de ensino superior, mas ai acaba entrando varias divergências em questão a pensamentos pessoais sobre o assunto, no qual onde há muitas pessoas a favor como contra, me oponho a favor do sistema, onde realmente acho necessário uma auxilio a essas pessoas, porem há pessoas que tem condições de estudos e acaba realizando passando pelo sistema de cotas, para entrar em uma instituição de ensino superior, mas isso acaba prejudicando alunos de escola particulares, que sendo que alguns não podem entrar pelo sistema de auxilio, e acabam sendo prejudicados, em minha opinião esses sistema realmente deve existir, porem de ser revisto e re-elaborado.

    Curtir

    1. em concursos,A suspeita de fraude fez com a prefeitura convocasse os candidatos para comprovar presencialmente a declaração. Eles poderiam apresentar ocumento de identificação de ascendentes de até segundo grau, documentos oficiais com indicação de cor/raça próprio ou de ascendentes até segundo grau em linha reta (pais e avós) e fotos pessoais e familiares com cópia do documento de identificação de quem estava na imagem.
      https://blog.grancursosonline.com.br/cotas-para-negros-em-concursos-publicos-federais-ganham-novas-regras/

      Curtir

  15. A medida que seria provisória se tornou definitiva, já que as universidades perceberam a letargia dos governos federais, estaduais e municipais em melhorar o ensino nas escolas públicas. As instituições têm autonomia para definir o funcionamento do sistema de cotas, por isso existem diversos modelos espalhados pelo país. A prática mais comum é reservar parte das vagas para estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas. Algumas instituições chegam a separar até 70% das vagas para esse perfil de candidato.
    http://portal.mec.gov.br/cotas/perguntas-frequentes.html

    Curtir

  16. As cotas raciais, são um projeto muito bem formulado, o único problema seria na sua aplicação. Muitas pessoas que tem benefícios pelas cotas nos vestibulares, nem sempre precisam. Mas claro que existe toda uma carga histórica sobre o qual motivo as cotas raciais foram formadas, como disse anteriormente, o problema está na aplicação.
    Existe sim a possibilidade de fraude ou a falta de compreensão dos demais vestibulandos, por esse motivo as cotas deveriam ter melhor aplicação e desenvolvimento.

    http://brasilescola.uol.com.br/educacao/sistema-cotas-racial.htm

    Curtir

  17. As cotas raciais, sao um meio de ajudar os que nao tem condicoes de entrar em uma universidade, mas as cotas tem gerado varias discussoes, em meu ponto de vista nao acho errado mas tambem nao acho totalmente correto, mas essas cotas foram criadas para ajudar os “desprovidos” de educacao , mas tem muitas pessoas que usam as cotas como um meio de entrar nas universidades de modo errado mesmo tendo as condicoes usam as cotas de forma errada.

    LINK: http://www.politize.com.br/cotas-raciais-no-brasil-o-que-sao/

    Curtir

    1. Concordo com o Dylan, que meus isso seja uma maneira de beneficiar os “excluidos” pela sociedade, ainda existe pessoas que usam essa oportunidade de má fé, tirando a oportunidade de quem realmente precisa.

      Curtir

  18. O sistema de cotas pode sim ser bom,pois é uma das maneiras de se combater a descriminação racial,onde no Brasil a maioria da população é negra, ainda ocorre este tipo de preconceito. As cotas ajudam negros,pardos e pessoas de baixa renda a terem acesso a faculdades e escolas boas,mas as vezes o sistema de cotas não é usado corretamente,podendo até haver fraudes.
    Link:https://vestibular.uol.com.br/resumo-das-disciplinas/atualidades/educacao-a-polemica-do-sistema-de-cotas.htm

    Curtir

  19. As cotas raciais sao em tese a ideia de resolver uma problema sem ataca-lo em si, tentasse resolver apenas a sua conseguencia. As cotas raciais tem como objetivo possibilitar que negros adentrem a faculdade, porem tem pessoas que não possuem uma estrutura de intelecto para concorrerem a vaga, com isso o Estado oferece uma facilidade para a entrada delas. No entanto, o real problema e a ma formação do ensino básico que tais alunos tem, já que a educação estatal é precária. Portanto, facilitar a entrada de negros sem uma formação básica rica nas universidades não é a solução. A melhor medida para tal problema seria o investimento no ensino básico de tais pessoas, com isso as mesmas conseguiriam prestar os vestibulares.

    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1732

    Curtir

  20. O sistema de cotas raciais é amplamente criticado pela sociedade. Aqueles que o criticam alegam que o princípio isonômico da constituição é violado a partir dos privilégios dados aos cotistas. Porém, na constituição há uma dissociação no princípio isonômico entre isonomia substancial ou material e isonomia formal. A isonomia formal consiste na igualdade a todos perante a lei, sem privilégios. Por outro lado, a isonomia substancial prevê igualdade aos iguais e desigualdade aos desiguais para compensar as desigualdades reais e para que se caminhe a uma igualdade efetiva. Ou seja, a isonomia material está aliada à equidade. Assim, o sistema de cotas seria uma forma de aplicação da isonomia substancial, já que por condições históricas, tanto os negros (principalmente), quanto os pardos se encontram desfavorecidos social e economicamente, atingindo consequentemente no nível educacional que cada um terá oportunidade de ter. Quanto ao Estado, este estaria próximo de seu dever, que nada mais é o de promover e manter o bem coletivo, propiciando as condições básicas para todos os cidadãos competirem pelo mínimo de igualdade.
    Conceitos: http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=5962

    Curtir

  21. O sistema de cotas em em vestibular e concursos públicos é um assunto muito polêmico, a qual, existem pessoas que são contra e outras que são a favor a esse sistema. Para que se tenha um posicionamento do assunto, é necessário entender como funciona as cotas. A Lei de Cotas leva em conta os critérios raciais e sociais.
    Nesse link está a explicação:
    http://www.politize.com.br/cotas-raciais-no-brasil-o-que-sao/

    Curtir

  22. Há medidas que reservam vagas para negros e índios nos concursos públicos, mas elas não são aceitas por todos que querem que as cotas sejam priorizadas pelas Universidades. As opiniões se divergem e apontam tais benefícios como uma nova forma de discriminação. Entre as pessoas que são favoráveis, um dos argumentos está no fato de que, se há esse procedimento para as Universidades, nada mais justo que ocorra também com o funcionalismo público. Os favoráveis também afirmam que as cotas nos concursos só seriam válidas se os beneficiados viessem de escola pública.Para algumas pessoas, a decisão de reserva de cotas em concursos públicos fere o artigo 5° da Constituição, que afirma que todos são iguais perante a Lei e todos têm direito a concorrer à vaga no serviço público. Para alguns índios, essa ação os ajuda a ter uma oportunidade de alcançar cargos públicos e, dessa forma, ajudar sua aldeia
    http://sistema-de-cotas.info/cotas-raciais.html

    Curtir

  23. As cotas raciais são um modelo de ação afirmativa implantado em alguns países para amenizar desigualdades sociais, econômicas e educacionais entre raças. A primeira vez que essa medida foi tomada data de 1960, nos Estados Unidos, para diminuir a desigualdade socioeconômica entre brancos e negros.No Brasil, as cotas raciais ganharam visibilidade a partir dos anos 2000, quando universidades e órgãos públicos começaram a adotar tal medida em vestibulares e concursos. A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) foi a primeira instituição de ensino no Brasil a adotar o sistema de cotas raciais, em 2003, por meio de uma lei estadual aprovada em 2001. Já a Universidade de Brasília (UnB) foi a primeira federal a adotar as cotas, em junho de 2004. De lá para cá o número de universidades que possuem ação afirmativa baseada em raças só aumentou e hoje já representa a maioria das universidades federais.
    http://brasilescola.uol.com.br/educacao/sistema-cotas-racial.htm

    Curtir

  24. As cotas tem um grande papel social no Brasil, elas conseguem ajudar com que aqueles que são mais desfavorecidos economicamente ou que sofrem preconceito racial entrarem em uma universidade ou conseguir ter um concurso público, e com isso vai se refletir na economia futura dos país e aumentar o índice de pessoas com graduação em universidades e aumentara o IDH do país.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s